– Sono Brasília

Tratamento da Insonia

Tratamento da Insonia

Insonia pode ser tanto a dificuldade de iniciar o sono como de manter o sono ou mesmo a percepção de sono não-reparador. O número de horas de sono pode não estar reduzido, mas a maioria dos insones sente fadiga, cansaço fácil, ardência nos olhos, irritabilidade, ansiedade, fobias, incapacidade de concentrar-se, dificuldades de atenção e memória, mal-estar e sonolência.

Para alguns especialistas, o diagnóstico de insônia requer a existência dessas perturbações do bem-estar no dia seguinte, além da dificuldade com o sono. Surpreendentemente, porém, alguns pacientes que relatam passar a noite em claro, dizem-se bem dispostos de dia. Esses são classificados como insones “paradoxais”.

Tratamento

Uma vez que a insônia é um distúrbio complexo e multifacetado seu tratamento pode exigir múltiplas abordagens. Para as insônias transitórias, que duram um ou dois dias, a solução mais prática são os hipnóticos por até quatro semanas.

A busca de hipnóticos é tão antiga como a medicina. O deus da medicina aparece em baixos-relevos do século IV AC com um ramo de papoulas na mão. Chás e infusões de ópio foram usados para induzir o sono até recentemente. A morfina deriva seu nome de Morfeu, o deus do sono. Atualmente, o uso de hipnóticos tornou-se bastante seguro mas mesmo quando havia riscos, esses nunca afastaram os pacientes da tentação do sono instantâneo.

Os laboratórios do sono procuram estabelecer –por meio da história clínica e, às vezes, da polissonografia– as causas da insônia e instituir tratamentos capazes de corrigi-las. Em grande percentagem de casos a solução pode ser permanente.